José Peixoto

guitarra



BIOGRAFIA:

Em 1981 conclui o Curso Geral de Guitarra Clássica da Academia de Amadores de Música de Lisboa, prosseguindo depois os seus estudos com o professor Piñeiro Nagy. Leccionou, depois disso, nessa mesma intituição de ensino durante dez anos.

Trabalhou como músico, arranjador e compositor com alguns dos nomes de prestígio da Música Portuguesa - Maria João, Janita Salomé, José Mário Branco, Vitorino, Júlio Pereira, Pedro Caldeira Cabral, Rui Veloso, Madredeus, entre outros.

Foi um dos Fundadores e principal compositor do grupo de música instrumental “ SHISH “ com o qual gravou, em trio, o LP “ Espaços “ em 1987, tendo como convidado o violinista Carlos Zíngaro.

Um ano depois concebeu e gravou com outro grupo, formado pelos músicos Mário Laginha, Mário Barreiros, Carlos Bica, José Martins e o saxofonista alemão Martin Fredebeul, o CD “El Fad “.

Em finais de 1989 cria, juntamente com o contrabaixista de jazz Carlos Bica, o grupo “ CAL VIVA“. Com este grupo grava o CD “ Cal Viva “, efectua várias tournées pela Alemanha e participa em festivais na Europa e Ásia (Macau).

Em 1992 cria um novo trio de música instrumental com o guitarrista Mário Delgado e o percussionista José Salgueiro com quem grava o CD “ Taifa “ editado em 1993.

Desde 1993 que integra o grupo “ MADREDEUS “ com quem gravou os CD´s  “ Espírito da Paz “, “Ainda “ , “ O Paraíso “ , “O Porto”, “Movimento”, “Amor infinito” e “Faluas do Tejo” tendo efectuado várias tournées mundiais. No mesmo ano, cria uma equipa com José Salgueiro (co-produtor), Cristina Sampaio (ilustradora) Paulo Curado (músico e compositor), Nuno Artur Silva (escritor e guionista) e José Mário Branco  (compositor e orquestrador) com a qual desenvolve o projecto de música infantil  “Bom Dia Benjamim “- CD e livro - editado em 1994 e cantado por Maria João.

Ainda no ano 2000 é editado pela Musicoteca o álbum “Amarelos e outros tons” com oito peças para guitarra, uma das quais, a que dá nome ao álbum, é peça obrigatória no exame de admissão para o Curso de Guitarra da Escola Superior de Música de Lisboa.

No ano de 2005, grava um conjunto de 13 improvisações e convida o violinista Carlos Zíngaro a participar, juntando-se a essa música já gravada. Nasce o CD “Cacus” editado nesse mesmo ano.

Gravado no final de 2005, edita no início de 2006 o CD de canções “PELE” com a cantora Maria João. Nele colaboram Yuri Daniel no contrabaixo e Vicky na percussão. As canções têm letras de Tiago Torres da Silva, de Eugénia de Vasconcellos e de José Peixoto.

Em 2008, renasce “El Fad”, disco com a participação de Carlos “Zíngaro”, Miguel Leiria Pereira e Vicky. 

LINKS:

https://myspace.com/josepeixoto

http://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Peixoto


Participações