Vânia Couto

Guitarra; Voz



Vânia Couto é uma criadora, artista, fundadora, cantora e multi-instrumentalista portuguesa. Desde muito jovem participou em associações de música e de teatro amador. Mais tarde, em Coimbra, fez mestrado em Psicologia Clínica e Sistémica, a paixão cresceu através do contacto com diversos organismos culturais.

Entrou para o GEFAC (Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra) em 2006, onde descobriu as raízes da música portuguesa, foi uma das fundadoras da Tuna de FPCEUC e participou ainda em diferentes eventos culturais académicos. Em espaços míticos da cidade, como a Casa de Fados Diligência, deixou-se também embalar por intermináveis noites de Fado Vadio. Foi um tempo de aventuras que acabaram por desaguar em projetos mais sérios. Explorou novos caminhos que e a levaram ao curso de Jazz da escola Sítio dos Sons, onde fez formação em guitarra e voz

. Em 2010 realizou o Curso de Animadores Musicais da Casa da Música do Porto, no âmbito do projeto Sonópolis, vocacionado para o trabalho com comunidades. Em 2011, na Associação Tempos Brilhantes, fundou e desenvolveu projetos educativos ligados à música e ao teatro, lecionando, atualmente, expressão musical e dramática a alunos do ensino básico, pré-escolar e creche. Fez ainda o Curso de Pedagogia Musical de Jos Wuytack, uma metodologia educativa prestigiada para a crianças dos 6 aos 10 anos.

Fez parte do projeto Tabacaria (poesia com interpretação musical e reinterpretações musicais) e atualmente integra os projetos Macadame (música tradicional portuguesa com interpretações contemporâneas, tendo ainda um projeto a solo, o projeto Branta (one girl show, com músicas do mundo).

Em 2012 foi convidada para dar voz ao projeto Pensão Flor, considerada um dos melhores albuns de 2013 e que tem vindo progressivamente a ser reconhecido pelo público nacional e internacional. Para além dos projetos musicais, fundou a Assosiação Catrapum, onde hoje desempanha o seu trabalho nas mais diversas variantes artísticas. Em 2019 lançou um álbum em colaboração com cantor e multi-instrumentalista César Prata intitulado “Rezas, Benzeduras e Outras Cantigas”, album este que dá faz uma aliança entre a contemporaneidade e a tradição.


Participações